quinta-feira, 3 de setembro de 2015

O PREÇO DO GÁS DE COZINHA SERÁ REAJUSTADO

As revendedoras de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para uso residencial já estão comprando o botijão 15% mais caro nas refinarias. O valor também está sendo reajustado no preço final repassado aos consumidores, mas como não são regulados, tem distribuidora que já repassou o preço novo para os clientes e outras, ainda não. Em média, o botijão de 13kg deverá ficar em torno de R$ 7,00 mais caro.

A expectativa das empresas distribuidoras é de que o novo valor já comece a ser repassado aos consumidores nos próximos dias. Como os preços variam entre as empresas, os responsáveis por elas estão fazendo levantamento de gastos e elaborando os dados para calcular o quanto de aumento será repassado ao valor final do produto. O gerente administrativo de uma revendedora de gás, disse que provavelmente o índice será o mesmo repassado pelas refinarias. “Não tem como segurar o preço por muito tempo porque os nossos custos também subiram muito. Além do reajuste nas refinarias, temos gastos atuais com dissídio coletivo, reajuste salarial de funcionários… são gastos que no final influenciam muito nos rendimentos da empresa, então acredito que o preço do gás para o consumidor deverá ter o aumento de 15%. Esta semana reuniremos a gerência e administração da empresa para levantarmos o quanto será acrescido”, disse o gerente.

O consumidor é que não está nada satisfeito com as mudanças no valor do botijão. Atualmente os preços variam entre R$ 40,00 e R$ 50,00, já que cada revendedora tem autonomia para repassar o valor que necessitar dentro de um percentual pré-definido. Chefes de família já estão se preparando para o reajuste e reclamam de mais um aumento nas contas. “Está tudo muito caro. O botijão que a gente já compra a R$ 50,00 vai custar ainda mais. Estou vendo a hora ter que cozinhar à lenha como antigamente. Sem falar que subindo o gás, pode esperar que vai subir mais coisas”, disse a agente administrativa Aurinete Morais.


Para aqueles que utilizam o gás para trabalhar, como os donos de restaurantes, lanchonetes e pequenos ambulantes que vendem lanches a saída será também reajustar o valor de seus produtos. 

terça-feira, 1 de setembro de 2015

SALÁRIO MÍNIMO DE 2016 SERÁ DE R$ 865,50

O Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) de 2016 prevê um salário mínimo de R$ 865,50 para 2016. As projeções para 2017 indicam que o salário mínimo será de R$ 910,40; para 2018 a intenção é de que feche em R$ 957,8; e para 2019, em R$ 1.020,80.

Ainda segundo a PLOA, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) será de 0,2% no ano que vem. O boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (31), pelo Banco Central, mostra uma expectativa de queda de 0,40% em 2016.

Para 2017, a expectativa do governo federal é de que o crescimento real seja de 1,7%. Em 2018 e 2019, as previsões mostram um crescimento de 2% e de 2,5%, respectivamente. Para este ano, a expectativa do Ministério do Planejamento é uma queda de 1,8%.


A expectativa do Planejamento para a inflação do próximo ano é de 5,40%, um pouco abaixo do que indica o boletim Focus, que prevê uma inflação de 5,51%. Enquanto isso, o Banco Central promete levar a inflação para 4,5%. O governo federal espera que a inflação atinja o centro da meta só a partir de 2017 e que apresente o mesmo comportamento em 2018 e 2019.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

PREFEITO DR ZÉ JÚLIO FARÁ ENTREGA DE DOIS NOVOS GINÁSIOS À POPULAÇÃO DE ANTÔNIO MARTINS

Ginásio Poliesportivo construído à margem da RN 117

Dentro da política de valorização e estímulo ao Esporte, o prefeito de Antonio Martins, Dr. Zé Júlio, anunciou, para breve, a entrega de dois novos ginásios poliesportivos. Um será construído na cidade e outro na comunidade rural do Sítio Sítio.

Dotados de moderna infraestrutura, adequados às diversas atividades esportivas, com vestuários e banheiros, os ginásios servirão aos jovens e esportistas do município, para que possam aproveitar melhor o tempo e, com isso, cresçam saudáveis, longe da criminalidade.

“Fui atleta na juventude e sei quanto o Esporte é importante para uma vida saudável e preencher o tempo ocioso de nossos jovens, evitando que caiam na delinquência”, disse Dr. Zé Júlio, declarando apoio incondicional ao esporte municipal.

 Construído em parceria com o Governo Federal, através do Ministério da Educação (MEC), via FNDE, o ginásio poliesportivo da cidade que está sendo construído à margem direita da RN 117, antes do pórtico de acesso a Alexandria, se constituirá em um excelente espaço para lazer, encontros e eventos esportivos, servindo aos jovens e atletas do Centro, do Conjunto Nova Vida e do Muquém, dentre outros bairros, bem como aos alunos da Escola Infantil Aldeniza Nunes de Carvalho, Escola Perpetua Amorim e Escola Municipal José Inácio de Carvalho.
Ginásio Poliesportivo do Sítio Sítio em breve será entregue à comunidade


Já o ginásio poliesportivo erguido no Sítio Sítio, por meio de convênio com o Ministério do Esporte e Caixa Econômica Federal, com contrapartida do município, beneficiará também os atletas e alunos que moram nas comunidades do Tamanduá, Serrinha do Major, Capim Açu e demais sítios adjacentes.

O prefeito destacou o apoio político da senadora Fátima Bezerra, que tem atuado em favor do povo de Antonio Martins, na liberação do ginásio da cidade, e do deputado federal Fabio Faria, que ajudou na liberação da verba para o ginásio do Sítio Sítio.

A previsão é que ambos sejam inaugurados nos próximos meses. Com a construção de mais dois ginásios, Antonio Martins passa a contar com uma infraestrutura de 12 praças de esportes, na cidade e na zona rural, todas erguidas ao longo das três gestões de Dr. Zé Júlio, que é um amante dos esportes.

Desse total, 11 são quadras e ginásios poliesportivos, e o moderno Estádio Fernandão, que passa por completa reforma, com reabertura prevista para o próximo dia 07 de Setembro.


 O prefeito adiantou ainda que pleiteará apoio da senadora Fátima Bezerra, para viabilizar recursos do Programa Esporte e Lazer na Cidade (PELC), contribuindo para que esporte e lazer sejam tratados como políticas e direitos de todos.

domingo, 30 de agosto de 2015

CIRCUITO DAS SERRAS FAZ MAPEAMENTO DE BELEZAS DO ALTO OESTE

Criado no primeiro semestre deste ano por um grupo de pessoas de diversos setores interessadas no desenvolvimento do turismo no interior do Estado, o Circuito das Serras Potiguares está ultimando os últimos preparativos para a edição de um livro retratando as belezas dos municípios que compõem a região Oeste do Rio Grande do Norte.

Com o título provisório de "Circuito das Serras Potiguares: Beleza Natural, Lazer, Aventura, Conhecimento e Encantamento no Alto Oeste", o livro tem a coordenação Gilton Sampaio e Franskin Leite e a intenção é lançá-lo na segunda quinzena de outubro, em Pau dos Ferros: "Nós estamos organizando um livro, cujo foco é o território do Alto Oeste e as serras potiguares que o caracterizam e o torna mais rico. Cada município sugere seus pontos turísticos, que são apreciados por uma equipe do Circuito", comentou o professor Gilton Sampaio.

O Circuito das Serras Potiguares nasceu de um grupo de interesse comum em uma rede social e ganhou consistência a partir de reuniões presenciais na região de Portalegre: "A missão de promover o turismo no interior do RN, com diretrizes e ações pontuais direcionadas à divulgação do potencial turístico e à captação de apoio dos poderes públicos, da sociedade e dos próprios turistas para os encantos, o clima, a cultura, a beleza material e imaterial, das serras do Alto-Oeste Potiguar", ressalta Gilton, que também exaltou os vários aspectos que contribuem para a exploração do turismo na região: "Por essas serras e cidades, encontram-se registros de histórias de um país imperial, dos revoltosos da Coluna Prestes, da nascente do Rio Apodi/Mossoró, das pegadas do cangaço, do encontro de três importantes estados do Nordeste (o Rio Grande do Norte, o Ceará e a Paraíba), de sítios arqueológicos, mas nelas, infelizmente, não encontramos os investimentos que merecem. E é por isso que lutamos".

Gilton diz que o grupo é formado unicamente por voluntários e o trabalho de mapeamento em cada município é independente do poder público e sem bandeiras partidárias.

Município que integra o Circuito das Serras Potiguares, Luís Gomes reabre mirante

Luís Gomes é uma das cidades que também faz parte do Circuito das Serras Potiguares. Local onde se encontra a nascente do rio Apodi/Mossoró, o município também foi a rota de entrada do bando de Lampião no seu trajeto para invasão a Mossoró em 1927.

Com grande potencial turístico, a cidade reabriu o seu mirante julho deste ano, depois de três anos de fechamento. O empresário Moisés Martins, atual administrador do espaço, exalta a importância de ações como a criação do Circuito: "O turismo em nossa região tem muito o que ser explorado. Em poucos meses de abertura do nosso mirante, por exemplo, já é possível constatar a presença de pessoas advindas de outras regiões, então imagine tudo isto com um pouco mais de divulgação".


Segundo Moisés, o estabelecimento tem recebido nos finais de semana cerca de 70% de pessoas vindas de outras cidades, como Pau dos Ferros e Sousa, no vizinho estado da Paraíba.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

COM DESEMPREGO EM ALTA, DEPUTADOS DISCUTEM ALTERNATIVAS PARA O RN

Após divulgação de pesquisa, que mostrou os altos índices desemprego no Brasil, os deputados estaduais do Rio Grande do Norte discutiram, em assembleia, alternativas para combater o desemprego no Estado.

O RN ficou em terceira colocação no ranking nacional das piores taxas do país. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, 11,6% dos potiguares estão desempregados.

Durante debate, a deputada Márcia Maia (PSB) disse que é preciso discutir alternativas para promoção da economia em outros segmentos, como por exemplo, o setor de serviços. Para ela, uma das lutas importantes é a atração do Hub da LATAM.

“Com o Hub, há a previsão de cerca de 10 mil novas vagas de emprego para o Rio Grande do Norte. A interiorização do Turismo também é algo que precisa ganhar força em nosso estado. O que o RN atualmente carece é de divulgação dos destinos do interior. Um setor que tem crescido e que precisa ter uma atenção especial é o segmento ligado às novas tecnologias”, destacou Márcia.

Em outras ocasiões na Assembleia Legislativa, o parlamentar Hermano Morais (PMDB) já tinha alertado para o Hub da LATAM como forma de impulsionar a economia do Estado.

O deputado Souza Neto (PHS) fez um apelo para que seja apreciado com urgência, pela Assembleia, um Projeto de Lei, enviado pelo Governo do Estado, para prorrogação do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial do Rio Grande do Norte (PROADI), para que assim não haja perdas de novas vagas de trabalho.


Nos sete primeiros meses de 2015, segundo levantamento, o RN perdeu mais de 10 mil postos de trabalho com carteira assinada.


portal Mossoró hoje

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

TRABALHADORES RURAIS DO ESTADO COMEMORAM NOVO PROGRAMA DO LEITE

Duas federações que representam trabalhadores rurais do Estado divulgaram nota de apoio às novas normas do Programa do Leite. A Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar  do Rio Grande do Norte (Fetraf-RN) e a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Norte (Fetarn) divulgaram nota à população elogiando o Decreto 25.447/2015 que institui as mudanças no Programa do Leite, determinadas pelo governador Robinson Faria.

“O ingresso no Programa do Leite do Governo do Estado era um pleito antigo da Agricultura Familiar, porém, desde que foi implantado, apenas os grandes criadores eram contemplados. Agora, finalmente, através do novo decreto que regulamenta o programa, publicado no último dia 19, fomos incluídos como fornecedores”, diz a nota da Fetraf-RN. “São muitas as dificuldades enfrentadas pelos agricultores familiares potiguares e são necessários incentivos como este para que possamos estimular a permanência do pequeno produtor no campo”, continua.

Organizada por intermédio de Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, em mais de 160 municípios, representantes de mais de 100 mil agricultores, a Fetarn disse através de nota reconhecer como uma grande conquista da agricultura familiar o novo Programa do Leite. “As várias mobilizações sociais - Grito da Terra, Marcha das Margaridas, Jornadas de Lutas, entre outras, já cobravam do Governo do Estado, há bastante tempo, uma participação da agricultura familiar no Programa do Leite, mas historicamente esse grito não era ouvido por aqueles que estavam "no andar de cima". Agora, essa luta se transforma em conquista”, afirmou.

O novo Programa do Leite, que será lançado neste sábado (29) no bairro de Mãe Luiza, terá gestão compartilhada entre a Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas) e a Emater. Dentre as mudanças estipuladas pelo decreto estão: pelo menos metade do leite adquirido pelo programa será proveniente da agricultura familiar; o leite adquirido será exclusivamente produzido no Rio Grande do Norte e ainda que nenhum fornecedor (laticínio) poderá entregar, mensalmente, quantidade de leite superior a 10% do total adquirido pelo programa.


Diariamente são distribuídos cerca de 88 mil litros de leite do Governo do Estado e 19 mil litros/dia do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Leite, do Governo Federal. Totalizando 107 mil litros de leite. Por ano, o Governo do Estado investe R$ 47 milhões no programa. De acordo com o Censo Agropecuário do IBGE, o Rio Grande do Norte possui cerca de 12 mil estabelecimentos agropecuários de médio e grande portes e 71 mil da agricultura familiar. As novas regras atingem diretamente cerca de 100 mil famílias de pequenos produtores.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

RIO GRANDE DO NORTE TEM 1 POLICIAL MILITAR PARA CADA 378 HABITANTES

O Rio Grande do Norte tem 1 policial para cada 378 habitantes, aponta o  estudo Perfil dos Estados e Municípios Brasileiros 2014 divulgados nesta quarta-feira, 26, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Este é o maior indicador entre os estados da região Nordeste.

Segundo as respostas obtidas pela Estadic para 31 de dezembro de 2013, havia no estado 8.926 policiais militares, sendo que do sexo masculino o número era de 8.717, e do sexo feminino apenas 209 PM’s.

De acordo com a pesquisa, o estado nordestino com o menor índice de policiais militares por habitante foi encontrado no Maranhão. Lá, existe 1 policial para cada 881 habitantes.

Em todo o País, segundo as respostas obtidas pela Estadic para 31 de dezembro de 2013, apresentadas na Tabela 5, havia 425 248 policiais militares e 117 642 policiais civis no efetivo ativo de cada força. Especificamente quanto à Polícia Militar, isso significa que havia 1 policial para cada 473 habitantes no País.

A Região Centro-Oeste registrou a maior proporção de policiais militares por habitantes, 1 para cada 393, com destaque para o Distrito Federal, com 1 para cada 194, o maior indicador observado entre as Unidades da Federação.

Em relação ao efetivo da Polícia Civil, o número de policiais no Rio Grande do Norte é de 1.929. O efetivo masculino na corporação chega a 1.589 e o do feminino de 340.


Este efetivo coloca o RN com o quarto pior índice de policiais civis por habitantes. O estado conta com 1 policial civil para cada 1.749.